Once you go black…

Uma conversa de café onde se discutiam relações amorosas acabou por tornar-se num verdadeiro confessionário. Cada um, respeitando a sua vez sem direito a atropelamentos, foi contando se já tinha tido algum namorado/a de raça negra e a respectiva experiência.

Todos os que já tinham tido parceiros negros, diziam maravilhas do “sangue quente”, do “cuidado com a relação”, “do afecto para dar e vender”. E confessaram que se esta coisa da paixão e do amor fosse uma escolha racional sem mais equações à mistura, preferiam os negros.

E a conversa prosseguia não fosse um guineense que estava sentado noutra mesa, e que há muito já tinha reparado estar bastante interessado no assunto, se ter levantado e caminhado até nós. Pousou as mãos sobre a nossa mesa, respirou fundo ao mesmo tempo que fechou e abriu lentamente os olhos, e disse com ar sapiente: “Há uma verdade universal que vocês têm de conhecer… Once you go black, you never come back!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s