Esta não é uma mensagem de Natal

No intervalo da lampreia, dos sonhos e do tronco de chocolate – que já me causaram azias várias porque o meu estômago está sobretudo habituado a receber arroz com arroz e arroz -, vim só aqui dizer-vos que ando ofuscada com tanta iluminação na via pública, que as estradas sem buracos me parecem a passadeira vermelha que as estrelas de Hollywood pisam e que tomar banho de chuveiro com água a 25º me soube a caviar (ia dizer a ostras, mas isso na Guiné é o pão de todos os dias).

Mas se eu estou feliz com o regresso a Portugal, o mesmo já não se pode dizer da minha mala de viagem. Fez um boicote, resolveu ser independente da dona e ficar em Bissau. Chegou ontem, três dias depois de mim. Pelo que já vi, não se desgraçou muito: foi só beber uns copos e voltou com tudo intacto.

Esta não era uma mensagem de Natal, mas também pode ser um bocadinho: Feliz Natal, pessoas! Saudinha, sim?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s