Vou-vos confessar uma coisa…

Em reportagem

A primeira vez que vi esta fotografia senti-me “supé” importante. Sabem aquelas imagens idílicas que criamos na infância? Um dia vou pisar a Lua, dar a volta ao mundo num balão, fazer a pé o caminho terrestre da Índia para a China? Não estou a dizer que aos seis anos sonhava estar em África no meio de um terreiro com um caderno preto na mão a falar com pessoas e a tirar apontamentos. Mas quando olho para esta imagem, ainda me parece um bocado impossível. E é boa a sensação.

2 thoughts on “Vou-vos confessar uma coisa…

  1. Olá Inês,

    Adoro a Guiné, estou cá porque quero, viver tem sido uma coisa tão simples como respirar. Por isso, a questão sobrevivência não se aplica de todo. Nunca leste nada disso em nenhum dos meus posts (excluindo alguma ironia que possa ter sido feita). Tenho saudades de muita coisa, sou europeia e não africana pelo que me parece legítimo. Tive de me habituar a outras tantas, mas sem me esforçar muito, antecipo-te.

    Quanto ao “Zoo Humano” a expressão é tão infeliz que tenho a certeza que não a quiseste usar, tão pouco percebo onde a foste buscar. Se te inspiraste nesta foto, digo-te que o que vês são pessoas empenhadas em terminar as máscaras do seu bairro para o desfile de Carnaval, uma das maiores festas na Guiné. Fazem-no num descampado, longe do centro da cidade, para que os bairros rivais não conheçam o seu trabalho e o destruam.

    Aquilo que escrevo neste blogue, as fotografias que aqui coloco são sobretudo para manter a minha família e amigos mais perto, a par. Se não gostas do que lês ou vês, podes sempre não passar por cá. Adoro ter leitores, quantos mais melhor, mas detesto incomodar.

    E já agora, guardei das aulas de História que a primeira viagem terrestre entre a Índia e a China foi uma das maiores de sempre. A wikipedia confirmou-me. Mais de 6 mil km. Mais de 4 anos.Era a esta expedição, encabeçada por Bento de Góis (a Wikipedia recordou-me o nome do valente agora mesmo) a que me referia metaforicamente. No entanto, admito não ter sido explícita.

    Bom domingo :)

  2. Cada vez que escreves sobre esta viagem/trabalho parece que foste largada num Zoo humano e, miraculosamente, conseguiste sobreviver.
    Acho que não é nada disso que sentes mas, às vezes, não gosto nada da maneira que escreves.
    Mas pode ser por só conhecer pelas fotos e nelas pareces um bocado arrogante e “de nariz empinado”.
    E já agora, a Índia faz fronteira com a China, portanto bastaria um passo para completar o caminho de um país para o outro. Não seria uma grande viagem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s