Coisas que mudaram #6

À falta da minha mãe – que continua a telefonar-me entre duas a três vezes por dia verdade seja dita – arranjei uma companheira de casa que a consegue bater à légua. “Onde é que estás?”; “Almoçamos?”; “Já chegaste?”; “Há luz em casa?”; “Está tudo bem? Vai lá ao meu quarto…”; “O que é que fazes?”; “Já jantaste?”; “Bebemos uma cerveja?”

É isto, quase todos os dias. Ontem à noite – depois de um dia de trabalho árduo em que não falámos –  e de algumas chamadas não atendidas ligou-me e disse: “Onde é que estás? Estás bem? Já estava preocupada…” Agora mesmo acabou de me mandar “beijinhos grandes” como se não nos fossemos ver daqui a uma hora. É isto quase todos os dias e eu adoro.

Caraças, vou ter saudades tuas Susana! E se ainda hoje é terça-feira e eu já estou assim lamechas é melhor comprarmos uma bóia para Domingo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s