Overfeeling

Às vezes acho que nasci com o botão off avariado e agradeço aos meus pais não terem tentado o segundo porque se a coisa descambasse mais era bem capaz de se dar para aí a catástrofe do sentir.

Sabem a sensação de estar no limite e mesmo assim não conseguir parar? Se conhecerem alguma ferramenta que me afrouxe o coração sem o parar de vez – que viver é coisa que aprecio muito -, neste momento trocava-a pelo primeiro prémio do Euromilhões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s