Quando eu digo #4

Que vou à praça comprar legumes

Eneida

Nunca são mais de cinco minutos por dia, mas a Eneida, “nha amiga” como ela me chama, é capaz de saber coisas da minha vida que pouca gente sabe. Tem aquele jeito guineense, doce, simpático, inocente. Aquela aura das pessoas com quem apetece ficar à conversa sobre a plantação de tomates e a importação das courgettes. Conquistou-me logo em Outubro, quando cheguei, e agora até me guarda os melhores legumes. Só a vi de rosto cerrado uma vez: quando o muçulmano da mercearia do lado lhe disse que o amigo de 30 anos que tinha morrido não ia ser salvo “porque era católico”. Era vê-la a gritar “racistas! racistas!” por toda a Feira de Santa Luzia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s